quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

M I M


Se um dia eu tivesse de escrever
Escreveria sobre ti
Te faria sentir
Sem mentir o que sente por mim
Por me fazer sofrer, doer e correr
É que corri e longe fui viver
Vivo daqui e dali
Dalila é quem te faz feliz
Felicidade que não me pertence
Naquela trance que fui te ver
Ver naqueles olhos, naquela voz
Vós que aqui não mais estais
Estais longe de mim, como quem não me pertence
Sem me pertencer. Sem te querer
Querendo foi que errei
Mas hei de ser feliz
Lindo. Louro
Ouro. Fique com ele pra você
O quê? Não
Vão viver longe de mim
Enfim
Sim
F I M

7 comentários:

marianna disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
marianna disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
MARIANNA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
marianna disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Viviane disse...

Amiga...me emciono com tuas palavras!

Emerson Pancieri disse...

Como você consegue escrever assim? Me explica?
Por isso, que matéria jornalística é fichinha para você...hehehehe...
Bjão!!!!

Bianca Pissardo disse...

parabens pelo blog.
cheguei até aqui pela comunidade "foca" do orkut.

bjs e sucesso